Palestras Sobre Drogas

Há 12 anos sou voluntário na área de Dependência Química, atuando no tratamento por meio de Comunidade Terapêutica. Tenho alguns livros publicados “Drogas um vale escuro e grande desafio para família" e "O amor vence as Drogas”, e mais de uma centena de Artigos relacionado a este tema.


Faço palestra sobre Dependência Química. Aqueles que desejarem basta entrar em contato pelo e-mail ataide.lemos@gmail.com


quarta-feira, 28 de julho de 2010

Internação para dependentes químicos



      O tratamento através de internação para dependentes químicos, quase sempre é o ultimo recurso usado pelo dependente para tratar-se da doença. Certamente, a busca pela internação, ocorre quando todos os outros meios usados não obtiveram resultados satisfatórios, muito embora, ao meu ver, toda busca de tratamento quer seja através de grupos de mutua ajuda, psicoterapias individuais e outros tipos de tratamento são válidos, pois a recuperação é um processo, onde por meios de varias tentativas, ainda que pareçam frustrantes, sempre atinge um processo de crescimento do individuo na busca de sua sobriedade.

     Quando me refiro que a internação é sempre a ultima fase do tratamento, realmente ela precisa ser, até porque, para uma pessoa interna-se precisa estar predisposta e consciente para se manter um determinado tempo dedicando-se inteiramente a si próprio e, para que isto ocorra o recuperando deve estar focado apenas em seu tratamento. É muito complicado manter-se numa entidade por um período determinado quando se está com parte do tempo inserido dentro da entidade, isto é, com pensamento unicamente voltado ao seu tratamento e outra pensando no que deixou lá fora da entidade. Enfim, um recuperando que esteja internado, porém com pendências extra-entidade certamente estes mecanismos serão usados pela sua dependência para abortar o tratamento.

     Outro fato importante que também se torna essencial à internação ser uma ultima fase é que, a internação acaba sendo uma nova experiência para um recuperando pelo fato de estar sobre um regulamento, ou seja, o recuperando precisa ser consciente que terá sua liberdade limitada, vigiada e disciplinada precisando respeitar os direitos dos outros como também permanecerá por um tempo longe dos familiares. Se realmente ele não estiver com este propósito não resistirá ao tratamento.

     Portanto, algo se precisa refletir; os dependentes químicos não precisariam chegar a internação, no entanto, para muitos, somente acordam para o fato de sua dependência quando perderam quase tudo, por exemplo, a saúde, a família a vida social e assim, a internação tornam-se algo necessário e como ultima oportunidade. No entanto, por outro lado, a internação é um fator positivo para o recuperando, pois a partir do nada ele inicia se transformando num novo homem, quando de fato ele deseja vencer as drogas. Normalmente ao se encontrar no fundo de poço e não tendo mais onde baixar-se o recuperando passa através de sua força de vontade, por meio de experiências mutuas, através do desenvolvimento espiritual se reerguer, porém como uma nova pessoa. Sempre uso de um pensamento: Não há sobriedade permanente se não houver a transformação interior em seu todo.

Ataíde Lemos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Comunidade Terapêutica Jeová Shalom

Gostaria de deixar neste tópico informações para aqueles que tem problemas relacionado às drogas e deseja tratamento.Somos diretores uma entidade para tratamento a dependentes químicos chamada “Comunidade Terapêutica Jeová Shalom”.Já atuamos nesta área de tratamento há quase 12 anos.
Para maiores informações aqui estão dados da entidade para aqueles que estão a procura de tratamento.

· A entidade se localiza na cidade de Ouro Fino sul de Minas Gerais, está há 200 km de São Paulo, 480 km do Rio de Janeiro e 490 km de Belo Horizonte. A instituição trata apenas o sexo masculino.

· A instituição é evangélica: Isto não significa que somente atende a evangélicos, pelo contrario, a entidade recebe todos sem distinção de credo, raça, etnia, etc. no entanto, os princípios da espiritualidade é Cristã.

· É proibido fumar cigarro de tabaco. Segundo entendimento da entidade tabaco é também uma droga que precisa ser combatida. Muitas vezes o próprio uso do cigarro acaba sendo um fator de levar o dependente a ter suas recaídas.

· O tratamento se dá através do tripé; Laborterapia, espiritualidade e reunião de grupos. A reunião de grupo é subdividida em palestras, dinâmicas e os doze passos.

· O tempo de duração do tratamento é de seis meses divididos em: dois meses para desintoxicação, dois para conscientização e mais dois anos destinado a ressocialização.

· Embora a entidade esteja registrada nos órgãos públicos, como ocorre com a maioria das Comunidades Terapêuticas não recebe verbas dos poderes públicos e como tem que se manter, ela pede a titulo de doação uma contribuição de R$ 250,00 mensais para poder custear as despesas de manutenção da instituição.

Pois bem, estas são as informações básicas, caso há interesse basta entrar em contato:
potifar@hardonline.com.br

Presidente:
Apostolo Profº Roberto Wagner Alves Ferreira